Implante imediato instalado em alvéolo com defeito ósseo vestibular.

Publicado em 23/01/2013 02:00

CADERNO DE IMPLANTODONTIA

 
Relato de Caso/Case report
Página 89-96
 
Implante imediato instalado em alvéolo com defeito ósseo vestibular.
Immediate implant installed in socket with buccal bone defect.
 
Clébio Domingues da Silveira Júnior1
Renata Garcia Ferreira2
Morgana Guilherme de Castro1
Veridiana Resende Novais3
Paulo Cézar Simamoto Júnior1
 
Resumo
As próteses fixas sobre implante para reabilitação de um único elemento na região anterior da maxila é uma modalidade de tratamento bastante previsível e com alto índice de sucesso. Entretanto, os estudos clínicos têm focado nos parâmetros que influenciam a interação entre o implante e seus tecidos adjacentes. Este trabalho relata o caso clínico de um paciente do gênero masculino que procurou atendimento odontológico por motivo de fratura radicular do elemento 22 provocado pelo núcleo metálico fundido. Foi planejado exodontia atraumática e imediata instalação de implante cone morse à 4 mm sub-ósseo em virtude da ausência da tábua óssea vestibular, considerando apenas a tábua palatina. Não foi realizado enxerto ósseo ou gengival por se acreditar que este defeito ósseo de quatro paredes seria reparado apenas pela formação de coágulo sobre as roscas do implante. Em seguida, foi selecionado o munhão, realizou-se sutura e posterior confecção de provisório imediato. Foram feitos ajustes oclusais retirando-se os contatos cêntricos e excêntricos. Após o período de 6 meses, o paciente retornou ao consultório para reabilitar toda bateria anterior. Nessa oportunidade, foi solicitada tomografia computadorizada da região. Os cortes tomográficos mostraram que houve formação óssea na região do defeito vestibular, mesmo sem ter sido realizado procedimento de enxerto. Este fato pode ser explicado por fatores como tratamento de superfície do implante utilizado, conexão protética do tipo cone morse e biotipo gengival. Clinicamente, notou-se um abaulamento na vestibular do rebordo na região do implante 22, porém sem nenhuma repercussão estética considerável.
 
Descritores: Implante dentário, enxerto ósseo, biomateriais.
 
Abstract
Fixed prosthesis over implants for the rehabilitation of a single element in the anterior maxilla is a fairly predictable treatment modality and with a high success rate. However, clinical studies have focused on parameters that influence the interaction between implant and its adjacent tissues. This paper reports a clinical case of a male patient who sought for dental care because of a root fracture of 22 element caused by molten metal core. It was planned an atraumatic extraction and an immediate implant installation of a morse taper 4 mm sub-bone due to the absence of buccal bone considering only the palatal bone. Bone or gingival graft weren´t performed because it is believed that this bone defect with four walls would be repaired only by clot formation on the threads of the implant. After that, the abutment was selected,  insuture was realized and the immediate provisional restoration was made. Occlusal adjustments were made, by removing the centric and eccentric contacts. After a 6 month period, the patient returned to the clinic to rehabilitate all the anterior battery. At that time a computerized tomography of this region was solicitated. The tomographic slices showed that there was bone formation in the buccal defect region even without being held grafting procedures. This fact can be explained by factors such as surface treatment of implant used, prosthetic connection type morse taper and gingival biotype. Clinically, it was noticed a bulge in the buccal region on the edge of the implant 22, but without any significant aesthetic impact.
 
Descriptors: Dental implant, bone graft, biomaterials.
 
1Prof. (a) Escola Técnica de Saúde, UFU - MG.
2Cirurgiã-dentista especialista em Periodontia, Uberlândia - MG.
3Prof. Faculdade de Odontologia, UFU - MG.
 

Este artigo é exclusivo.Compre agora este artigo e receba em PDF via email - Valor R$ 20,00

Editora Plena